Empresa Junior do IFSC produz protetores faciais para secretária de Saúde

Equipamentos estão sendo distribuídos aos profissionais que estão trabalhando no combate à pandemia de coronavírus.

0
94

Um projeto liderado pela empresa júnior de Engenharia Mecatrônica do Câmpus Criciúma do IFSC produziu 630 protetores faciais que foram doados para a secretaria municipal de Saúde. Os equipamentos estão sendo distribuídos aos profissionais de saúde que estão trabalhando no combate à pandemia de coronavírus.

A entrega dos protetores foi feita no dia 5 de junho, por membros da MAJ – Mecatrônica e Automação Júnior, empresa júnior formada por estudantes do curso de Engenharia Mecatrônica do Câmpus Criciúma do IFSC, que foi a responsável pelo projeto. O trabalho foi feito em parceria com a empresa júnior i9 Consultoria, do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Os equipamentos de proteção individual (EPIs) estão sendo distribuídos pela secretaria municipal de acordo com a demanda de hospitais e profissionais de saúde de Criciúma.

As máscaras de proteção, também chamadas de face shields, consistem em uma lâmina de acetato que cobrem todo o rosto, oferecendo uma proteção extra contra gotículas que espalham o vírus. A lâmina é presa por um suporte na testa do usuário. O modelo disponibilizado pela MAJ é de maior qualidade em relação ao que estava previsto no projeto original.

“Alguns equipamentos de proteção acabam machucando o usuário após um longo período de uso. Por isso, visando à segurança e ao conforto, foram produzidas máscaras com uma espuma e um regulador para a cabeça. Desta forma fica mais confortável. Sem falar na qualidade do material”, diz Daniel Delano, diretor presidente da MAJ.

O projeto foi viabilizado pela chamada pública emergencial para projetos de prevenção e de enfrentamento da pandemia, elaborada pelas pró-reitorias de Ensino, Pesquisa e Relações Externas e Extensão do IFSC. A ação foi contemplada com R$ 11.190,00. Enquanto a i9 supervisionou a produção dos equipamentos de proteção individual, coube à MAJ mapear a demanda e realizar a logística do transporte e entrega dos materiais.

De acordo com a secretaria de Saúde de Criciúma, os protetores estão sendo encaminhados às Unidades de Saúde e serão utilizados também nos serviços de odontologia mantidos pelo município. “Agradecemos muito por essa doação, pois sabemos que é extremamente importante para o município. Essa parceria ajudará muito a saúde no município de Criciúma”, destaca o secretário Acélio Casagrande.

O trabalho dos alunos teve orientação do professor Geóvio Kroth, da área de Elétrica e Mecatrônica. “A equipe elaborou e executou um projeto que previa a confecção e distribuição de máscaras de proteção para profissionais da área da saúde que atuam na linha de frente de combate ao Covid-19. Além da especificação do item, trabalharam na busca de fornecedores e fizeram levantamento dos locais que tinham necessidade de receber esses equipamentos de proteção”, afirma o professor, que destaca a importância do trabalho realizado pela empresa júnior.

“A realização desse projeto mostrou o empenho da equipe e a forte conexão de uma entidade vinculada ao IFSC com o ambiente externo, com um segmento de extrema importância para a sociedade nesse momento. Isso reforça o caráter da empresa júnior, de atuar junto à comunidade, propiciando soluções às demandas e fortalecendo sua formação enquanto discentes de graduação”, conclui Geóvio.

Fonte: IFSC