Projeto da Unifal promove o autocuidado de pessoas com Diabetes Mellitus

0
214

Integrantes do projeto de extensão “DIPER: em busca de uma melhor qualidade de vida às pessoas com Diabetes Mellitus” promoveram uma ação educativa com pacientes de Alfenas na Estratégia de Saúde da Família Itaparica, visando o autocuidado.

Integrantes do projeto de extensão DIPER (Foto: arquivo pessoal do projeto)

Segundo a coordenadora do projeto, Profa. Silvana Maria Leite Coelho Fava, da Escola de Enfermagem da UNIFAL-MG, a ação de educação em saúde envolveu atividade lúdica com a realização de um bingo e combinações de experiências de aprendizagem entre as pessoas que possuem a enfermidade Diabetes Mellitus. “A relevância da ação deve-se ao fato de que a Diabetes Mellitus constitui um importante e crescente problema de saúde dada as suas taxas crescentes de incidência, de prevalência, de complicações advindas do controle inefetivo da doença e a dificuldade na convivência com a condição crônica”, explica.

Vale destacar que o projeto DIPER tem por finalidade estimular o autocuidado a fim de reduzir as complicações, bem como constituir apoio para a convivência com o adoecimento crônico. As ações são destinadas às pessoas com condições crônicas como Diabetes Mellitus e também Hipertensão Arterial Sistêmica.

Por meio das atividades realizadas, os acadêmicos têm contato com a prática profissional. De acordo com a coordenadora, as vivências possibilitam que os estudantes tenham aprendizado social e político, além de exercer o papel de cidadãos comprometidos com a saúde da população. “O exercício da prática nos tem permitido a capacidade de olhar de perto e de dentro o contexto de vida das pessoas e os momentos de reflexão têm motivado a corresponsabilização dos integrantes do projeto na prevenção, tratamento e reabilitação da pessoa com condições crônicas”, afirma. “A ação desenvolvida na Estratégia de Saúde da Família Itaparica fortalece o papel social da UNIFAL-MG e propicia aos integrantes do projeto de extensão a retroalimentação do conhecimento”, conclui.

As ações do projeto, que foi implantado em 1991, tem resultado em desdobramentos como TCC, IC, dissertações de mestrado na Universidade.

Fonte: Universidade Federal de Alfenas