Pesquisador da UFT analisou processos de comunicação científica

0
65
Por Gabriela Melo (PPGCom) | Revisão: Samuel Lima

Edson Oliveira é mestre pela UFT (Foto: Divugação / Arquivo Pessoal)Edson Oliveira é mestre pela UFT (Foto: Divugação / Arquivo Pessoal)

A pesquisa intitulada “Gestão do conhecimento e repositórios institucionais nas instituições de ensino e pesquisa na Região Norte do Brasil” do mestre pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), Edson Oliveira, buscou compreender o processo de gestão da comunicação científica no âmbito das Instituições de Ensino e Pesquisa da Região Norte do Brasil.

Oliveira explicou que os Repositórios Institucionais de acesso aberto à informação científica (RIs) surgiram com o propósito de gerenciar e proporcionar maior visibilidade a produção científica de universidades e instituições de pesquisa. Segundo o pesquisador, um dos desafios do funcionamento dos RIs é a compreensão do processo de gestão da comunicação científica no âmbito das instituições de ensino e pesquisa.

Os dados foram coletados por meio de questionário com questões abertas e fechadas, com a identificação categoria ou grupo de atores e, em seguida, submetidos à análise textual. Entre os resultados da pesquisa, foi possível produzir um diagnóstico atual da situação dos RIs da Região Norte, apresentando pontos fortes e desafios entre as experiências descritas.

“A análise permitiu conhecer a realidade de dois dos mais importantes instrumentos para a promoção do acesso aberto: a criação dos RIs na região e a iniciativa dos profissionais da informação por meio da Carta de Belém até a criação da Rede Norte de Repositórios Institucionais. Um ambiente para criação e implantação dos RIs, e outra questão são as  políticas de informação e funcionamento dos RIs voltadas para o acesso aberto e visibilidade da produção acadêmica das Instituições como um recurso para planejamento dos próximos passos do acesso aberto e redes colaborativas na Região Norte”, explicou.

Fonte: Universidade Federal do Tocantins