Pesquisadores da UFPB trabalham na identificação de reservatórios de petróleo

0
330

O Laboratório de Modelagem em Engenharia de Petróleo (LaMEP), do Centro de Informática da Universidade Federal da Paraíba (CI/UFPB), está desenvolvendo projeto com colaboração do Centro de Pesquisa da Petrobrás (Cenpes), visando à identificação, através de técnicas inovadoras, de regiões que apresentem um maior potencial produtivo de petróleo em reservatórios, incluindo aqui os campos do pré-sal.

A atividade, que utiliza modelagem matemática, computacional e técnicas de simulação, associada a outras técnicas, está sendo possível com a utilização de uma estação de trabalho de última geração, que inclui Unidades de Processamento Gráfico (GPUs), com capacidade de realização de cálculos complexos e simulações numéricas de produção muito superior aos computadores comuns.

Esse equipamento foi adquirido, recentemente, pelo LaMEP, através de recursos advindos do projeto denominado “Identificação de zonas de produção e recuperação de óleo por unidades de fluxo hidráulico e simulações computacionais”, apresentado ao Cenpes, o qual destinou recursos de um pouco mais de um milhão de reais para sua execução no período de dois anos.

A equipe é integrada pelos docentes Moisés Santos, Gustavo Peixoto de Oliveira, Waldir Roque e Rafael Marrocos, além de bolsistas em nível de graduação e pós-graduação. Este grupo trabalha na identificação de melhor localização de poços petrolíferos dispondo de uma a infraestrutura computacional (hardware e software) com capacidade para atender a essa finalidade.

A aquisição de imagens que estão em camadas profundas do solo, através de sísmica ou microtomografia computadorizada de testemunhos, utiliza técnicas como redes neurais convolucionais, sistemas inteligentes que imitam o funcionamento do cérebro humano, e petrofísica digital para analisar propriedades das rochas reservatórios, dando suporte aos modelos matemáticos, computacionais e de simulação, para identificar as melhores zonas de fluxo hidráulico e o posicionamento de poços com maior produtividade.

workstation adquirida está equipada com placas de vídeo de alta performance, conferindo um alto poder de processamento de dados, além de estar em rede com seis computadores quad-core. Com a capacidade de processamento desses computadores, os pesquisadores envolvidos poderão localizar com maior agilidade e exatidão as zonas onde os reservatórios de petróleo são mais produtivos. Essa estratégia de posicionamento dos poços em menor espaço de tempo gera maximização da produção e redução de custos.

Para conhecer mais sobre o LaMEP, visite www.lamep.ci.ufpb.br.

Fonte: Universidade Federal da Paraíba