Alunos de Jornalismo da UFPI criam guias turísticos de cidades piauienses

0
557

Pinturas rupestres, cachoeiras, formações rochosas e animais silvestres. O sertão do Piauí abriga diversos sítios arqueológicos e cenários de tirar o fôlego. Tudo pertinho da capital, Teresina. Foi numa das disciplinas do curso de Jornalismo da UFPI que surgiu a ideia de fazer um guia de viagem para pequenas cidades do estado, que guardam gigantesco acervo da humanidade e belezas naturais.

Mapa do Brasil. Formação rochosa no Parque Nacional de Sete Cidades. Foto: Victor Melo

Os lugares contemplados foram Castelo do Piauí, município com mais de 200 anos, Piracuruca, e o Parque Nacional de Sete Cidades. Os estudantes rechearam dois sites jornalísticos com fotos, matérias e videoreportagens. O mais recente possui audiodescrição, que o torna acessível para deficientes visuais.

Cânion do Poti, próximo ao município de Castelo do Piauí. Foto: Valéria Noronha

Cada site narra um pouco da história das cidades, ressalta pontos turísticos, festejos regionais e oferece ao leitor-viajante opções de hospedagem e alimentação. Além de um guia com as melhores rotas, partindo de Teresina para a cidade desejada. 

A ideia do projeto partiu do Coordenador do Curso de Comunicação Social, Prof. Dr. Sílvio Henrique Vieira Barbosa. Em 2018, o docente ministrava a disciplina de Administração de Marketing para a Empresa Jornalística, na qual os sites foram produzidos como trabalho prático. “Paulistano de nascimento e agora piauiense de coração. Eu me surpreendi muito no ano passado, quando eu cheguei ao Piauí e descobri as belezas naturais desse estado, esses parques maravilhosos. E aí eu pensei, por que que não divulgá-los“? Comenta o professor.

Estudantes de Jornalismo da UFPI e o Coordenador do Curso, Prof. Dr. Sílvio Henrique Vieira Barbosa, durante viagem a Castelo do Piauí

No decorrer da disciplina, os alunos criaram uma agência de assessoria de comunicação. Em primeiro lugar foi divulgado o Parque Nacional de Sete Cidades, suas cachoeiras, cavernas e formações rochosas com pinturas rupestres, e a região de Piracuruca, que possui uma igreja barroca do período colonial. Em seguida, o mesmo foi feito com Castelo do Piauí, onde fica o Cânion do Poti e a Pedra do Castelo. Os sites foram oferecidos como doação para a Secretaria de Turismo do Piauí. “Vamos ajudar o Piauí a ser mais conhecido Brasil afora, virar uma rota turística pela beleza de seu patrimônio cultural, de seu patrimônio arquitetônico, de seu patrimônio histórico”, salienta Prof. Sílvio.

Confira uma das matérias em vídeo realizada pelos alunos, sobre como chegar em Castelo do Piauí:

Acesse os sites aqui: Castelo do Piauí e Sete Cidades, Piracuruca

Fonte: Universidade Federal do Piauí