Alunos da Faetec apresentam trabalho sobre empreendedorismo

0
477

Como será o futuro do emprego no Brasil e na Baixada Fluminense? Essa questão foi abordada no projeto de conclusão de curso, apresentado, na última segunda-feira (8), pelos 23 alunos do curso de Administração da Escola Técnica Estadual João Luiz do Nascimento, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Com o tema “Um panorama dos variados tipos de empreendedorismo regional e nacional”, eles buscaram analisar cada tipo de empreendedorismo para a geração de novos empregos.

A pesquisa dos alunos foi embasada por dados da Casa Fluminense, divulgados em 2016, onde a cidade de Nova Iguaçu apresentou um dos maiores índices de desemprego do Brasil, com, aproximadamente, 195 mil pessoas desempregadas. Atualmente há 1 milhão e 300 mil desempregados no Estado do Rio. Pesquisa do Sebrae de 2015 destacou que Nova Iguaçu foi a cidade que mais cresceu no ranking do empreendedorismo, sendo ainda, a que melhor atende a micros e pequenas empresas.

Segundo a formanda Amani Tostes, de 18 anos, uma parte da população parece não se conformar com esses dados e resolveu investir em seu próprio negócio, usando o empreendedorismo. “Os jovens são os principais responsáveis pelo aumento do empreendedorismo na região, assim como as pessoas que estão desempregadas serão empreendedores por necessidade”, afirmou Tostes.

O coordenador do curso de Administração, Renato Ribeiro, destacou a importância da abordagem sobre o empreendedorismo e de conhecer a região em que se vive. “Sempre desenvolvemos trabalhos finais com foco em montagem de empresas. Estes alunos resolveram inovar sobre o tema empreendedorismo, com dados sobre investimento em algo para a geração de emprego e renda”, destacou Ribeiro.

Os alunos fizeram ainda uma breve apresentação sobre o que é o empreendedorismo de uma forma geral, destacando, por exemplo, o Empreendedorismo Corporativo; Social; Inclusivo; Feminino, entre outros.

O aluno Reynaldo Firmino, de 26 anos, que durante a apresentação falou sobre Microempreendedor Individual (MEI), contou que foi e ainda é um empreendedor. “A Faetec abriu minha mente com esse curso técnico de Administração. Sempre fui empreendedor para viver. Já vendi roupas masculinas e tênis em casa. Atualmente, sou guia de trilhas ecológicas. Sempre me virei, nunca fiquei parado. Agora estou fazendo vídeos com teor cristão para o Youtube”, destacou animado Firmino. Segundo dados apontados pelos alunos, o Observatório Sebrae/RJ aponta ainda a cidade de  Nova Iguaçu como o segundo maior polo de cosméticos e do setor automotivo.

Para o professor de Administração, Elcimar Lanes, os alunos exploraram o tema com muito empenho. “Os alunos puderam aplicar diversas habilidades e competências que eles aprenderam durante um ano e meio. A pesquisa faz parte da produção desse conhecimento”, comemorou Lanes.

Fonte: Fundação de Apoio à Escola Técnica